Venda de consorcio e uma atividade legal
Venda de consorcio e uma atividade legal

Os planos de consórcio estão bastante visados nos últimos tempos, ainda mais com o país passando por uma crise financeira. Por não conter juros, os consórcios se diferenciam dos financiamentos e assim é possível adquirir bens sem precisar dar um valor de entrada, por exemplo. Os mais buscados são para compra de veículos e imóveis, onde o consumidor precisará apenas pagar uma quantidade determinada de parcelas para participar dos sorteios, também podendo fazer lances.

A contemplação, que é quando ocorre de o titular ser sorteado ou dar um lance maior, dá o direito do consorciado receber o valor contratado e assim adquirir o bem desejado. Ocorre que, pelas regras estabelecidas em contrato, ele ainda precisará quitar o restante das parcelas assumidas. Nesse cenário, muitos se perguntam sobre a possibilidade de vender esse consórcio, afinal já conseguiu o que queria.

A Associação Brasileira de Administradoras de Consórcio (Abac), explica que as empresas que trabalham com esse tipo de serviço, como bancos e seguradoras, podem repassar essa carta em andamento caso seja vontade do cliente.

Em reportagem do portal IG, é explicado que o consórcio pode ser repassado a outra pessoa, transferindo a titularidade do negócio e assumindo as parcelas que ainda restam.

Quando perguntado a administradoras se posso vender consórcio em andamento, elas são orientadas pela Abac a apresentar outras soluções. De acordo com a Associação, essa dúvida não surge apenas por clientes já contemplados, mas também por aqueles que estão tendo dificuldade no pagamento das parcelas, por exemplo.

Para isso, a Abac apresenta algumas soluções que podem ser adotadas pelas empresas, como solução aos consorciados. A diminuição do valor das parcelas ou do valor total do crédito são algumas das possibilidades. Também é possível aumentar o crédito, caso seu desejo seja adquirir um bem diferente do inicial e que, consequentemente, seja mais caro.

Antes de optar por vender seu consórcio, a Abac ainda recomenda que procure a administradora do crédito para avaliar todas as possibilidades, antes de se desfazer do negócio.

Abac dá outras recomendações sobre o consórcio

Além das dicas já citadas acima, a Associação apresenta uma série de outras recomendações para quem está se perguntando se ‘posso vender meu consórcio em andamento’. No caso de venda, a Abec explica que é a mesma pode ser feita pela própria administradora, caso ofereça esse tipo de negociação. Existe também a possibilidade da venda feita diretamente pelo consorciado.

Outra dica importante é em relação a negociação do valor. Neste caso, segundo a Associação, explica que não deve apenas ser considerado o percentual já pago do consórcio em relação ao bem, mas também o valor atual deste plano. Se o crédito tiver sido corrigido, por exemplo, o valor de mercado da sua carta pode ser superior do que já foi pago por ela.

A Abac ressalta que isso dá mais flexibilidade para as negociações e, por isso, deve contar com o apoio das administradoras se for possível. Nem sempre o consorciado saberá avaliar com precisão todos esses pontos, e acaba vendendo por um valor abaixo do que valeria a carta.